Ensine Teu Filho A Poupar Dinheiro

Em 2016 a gente te ajuda a fazer um melhor planejamento para que você economize mais e encontre a finança render, mesmo que o teu saldo seja parecido ao do ano anterior. Não é mágica, são informações de organização! Reserve uma despesa extra referente aos gastos específicos de cada mês.

Janeiro: aumento da luz; Fevereiro: volta às aulas, IPVA e Carnaval; Março: IPTU. Abril: Imposto de Renda e Páscoa; Maio: Dia das Mães. Junho: Dia dos Namorados. Julho: Férias. Outubro: Dia das Crianças. Novembro: Black Friday. Dezembro: Natal. Isso sem descrever os aniversários e feriadões. Os meses de Agosto e Setembro são relativamente mais tranquilos, principalmente para quem recebe a primeira parcela do 13º salário, porém a conta da claridade tem que ficar mais cara no segundo semestre.

Aproveite para poupar o dinheiro, faça uma doação para alguma escola de caridade ou ainda fazer uma viagem. Procure formar o hábito de separar um valor semanal ou mensal e depositá-lo a todo o momento, sem desfalques. Ao conclusão do ano você vai juntar uma pequena renda extra que poderá colaborar no fim de ano, no momento em que costumamos gastar bem mais. Se te sobra um tempinho, procure uma atividade extra da qual você tenha maestria para faturar uma grana extra.

Pode ser trabalhos manuais, aula de idiomas, pintura ou pois venda coisas que você não utiliza mais e ainda estejam em incrível estado (vestidos de comemoração, por exemplo). Sites como o Enjoei te ajudam nesta empreitada. Ao sair as compras, não hesite em pechinchar! Seja feira, no mercado ou pela boutique, peça sempre um descontinho!

“Quem não arrisca não petisca”, certo? Para manter as finanças em ordem, nada melhor que elaborar uma planilha com os itens das despesas mensais. Para que você administre e controle as contas sem ter traço de ficar faltando grana depois. Visualizando o que você necessita pagar todo o mês, fica menos difícil saber o quanto vai sobrar para você calcular com mais precisão o quanto poderá gasta com lazer e outras coisas. Quem não organiza tuas finanças acaba jogando seu futuro financeiro à própria sorte. Você sentira o seu bolso mais suave!

Como abrir uma MEI? Considerando os privilégios, a contrapartida pra microempreendedores individuais é muito fácil de realizar. Não é apenas o pagamento de impostos que é bastante descomplicado, sem burocracia. A própria abertura da organização é ágil. No caso, como a abertura da empresa MEI ocorre pela Internet, tudo se torna de forma acelerada e direto. Dependendo da atividade exercida e do que a legislação do município determine, o empresário individual não vai ter necessidade de sair de casa para nada. Tudo é online e descomplicado.

Porém, antes de começar o modo de formalização MEI, é necessário certificar-se de que suas atividades estão entre as ocupações relacionadas à categoria. O primeiro passo é ter em mãos os números dos documentos necessários pra inclusão no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas. É como abrir um CNPJ de uma corporação, com as diferenças previstas para microempreendedores e respeitando a meio ambiente de tuas atividades.

  • Seis Jay Laroyé
  • Coma pelo menos 2 frutas por dia
  • Tal plataforma é responsável pelo atrair afiliados para a divulgação nesse anúncio
  • um – Limão para arredar as moscas da cozinha
  • AS PRÓTESES
  • Alisamento caseiro com babosa
  • Faça exercícios
  • Recolha informações sobre o objeto, pra fazer comparações

Depois do cadastro, caso você irá usar parte de tua casa como ponto de venda, será preciso averiguar próximo à prefeitura que tipos de licenças e alvarás são necessários. Quem prepara e vende alimentos assim como precisará acompanhar normas de segurança alimentar e higiene estipuladas na Vigilância Sanitária. Nesse caso, as normas são mais rígidas, dessa forma, é recomendável inspecionar qual é a infraestrutura adequada antes mesmo de adquirir o registro.

Confira a acompanhar o guia que preparamos com todas as medidas necessárias para comprar teu certificado de MEI e administrar as obrigações daí decorrentes. Como vimos, dependendo da atividade escolhida, será vital proporcionar a infraestrutura necessária pra trabalhar. Ademais, existem fatores impeditivos pro enquadramento pela categoria MEI. Quem recebe qualquer tipo de benefício da Previdência Social, como salário-maternidade, auxílio-idoso ou auxílio-doença poderá ter o benefício cancelado se fizer o registro como microempreendedor individual.